Índia é questionada por uso obrigatório de app de COVID-19

A Índia está sendo questionada por impor o uso do app para monitorar a COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus. Ainda que o download do aplicativo seja voluntário, trabalhadores dos setores público e privado foram obrigados a instalar o Aarogya Setu em seus celulares.

O Aarogya Setu é um aplicativo desenvolvido pelo governo indiano para rastrear a COVID-19. O app utiliza conexões Bluetooth e o GPS para monitorar as redondezas. Quando uma pessoa que testou positivo para doença se aproxima, o software emite um alerta ao usuário, por meio de uma notificação do celular.

Ainda que o aplicativo possa ajudar no combate à COVID-19, o Aarogya Setu vem causando incômodo na Índia. Isto porque trabalhadores do setor público e privado estão sendo forçados a instalar o aplicativo em seus celulares. Caso contrário, correm até o risco de perderem seus empregos, segundo o MIT Technology Review.

O governo foi convocado, nesta sexta-feira (8), para prestar esclarecimentos à corte indiana sobre o uso obrigatório do aplicativo. As autoridades deverão comparecer ao tribunal em 12 de maio.

O download do Aarogya Setu também se tornou obrigatório aos moradores da cidade de Noira. De acordo com o BuzzFeed News, o governo local está aplicando multas e até mesmo prendendo cidadãos que não estejam utilizando o aplicativo para rastrear a doença.

Fonte: Tecnoblog