CCJ aprova proibição a mestres e doutores em Geografia de atuarem como geógrafos

 

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quinta-feira (31), proposta que veda a não graduados em Geografia atuar como geógrafo.

O texto aprovado foi um substitutivo da relatora, deputada Adriana Ventura (Novo-SP), ao Projeto de Lei 6804/06, do Senado Federal.

Enquanto o texto original revogava a Lei 7.399/85 e o Decreto 9.2290/86, que a regulamenta, o substitutivo revoga incisos da Lei 6.664/79, alterada pela Lei 7.399/85, que permitem que mestres ou doutores em Geografia, mesmo que graduados em outra disciplina, possam exercer a profissão de geógrafo.

Quanto ao decreto que era revogado na proposta original, a relatora entendeu que uma lei não poderia revogar um decreto.

Ventura também ressaltou que fez uma análise de aspectos constitucionais e técnicos, já que não cabia à CCJ avaliar o mérito da matéria. Mas ela, pessoalmente, é contra.

“Não deixo de registrar aqui meu inconformismo em relação ao projeto, por trazer uma redução indevida do número de profissionais que desempenham a profissão de geógrafo, provocando ainda uma reserva de mercado imprópria e que vai contra os interesses nacionais”, acredita.

A proposta foi analisada em caráter conclusivo e poderá seguir para nova análise do Senado, a menos que haja recurso para que seja votada, antes, pelo Plenário.

Fonte: Câmara dos Deputados