Maringá: Geoprocessamento ajuda Prefeitura a economizar tempo e prestar melhor atendimento

 

O sistema de geoprocessamento desenvolvido pela Prefeitura de Maringá para disponibilizar dados com a espacialização geográfica para uso da população tem ajudado a administração municipal a implementar um novo estágio de qualidade na gestão pública, além de agregar transparência ao processo de evolução tecnológica.

Disponível para uso dos servidores municipais e da população, o sistema informatizado Portal GeoMaringá facilita o acesso a informações, prestação de serviços e o planejamento da gestão pública. A ferramenta pode ser consultada na página inicial do site da Prefeitura – www.maringa.pr.gov.br – Portal GeoMaringá.

O sistema traz inúmeras vantagens para a administração municipal e para os contribuintes. Uma delas é a racionalização do trabalho, pois com os dados já integrados é evitada a duplicidade de esforços e realizadas análises mais completas, possibilitando que o processo de tomada de decisão seja mais assertivo e haja maior rapidez no tempo de resposta.

“Com os dados espaciais totalmente integrados, uma variedade de serviços é prestada sem a necessidade do cidadão se deslocar até uma determinada repartição para buscar dados de domínio público”, explica o diretor de Desenvolvimento Tecnológico da Secretaria Municipal de Gestão, Sérgio Maximilla.

Na prática, para os usuários, o sistema é utilizado como uma ferramenta de planejamento, desburocratização, transparência e segurança de grande potencialidade que, além de ajudar os cidadãos, orienta o Poder Público nas decisões que retornam em benefício da comunidade.

O sistema permite ações simples como medir distâncias, exportar imagem georreferenciada, localizar e identificar um determinado tipo de empresa em uma região da cidade, saber quais linhas de ônibus circulam próximo a equipamentos públicos como escolas, CMEIs e UBSs. O usuário também pode navegar pelo município utilizando o Street View.

O grande diferencial do Portal GeoMaringá com portais de outros municípios são as ações complexas que realiza, como obter informações quanto ao uso e ocupação do solo do imóvel, saber quais áreas são permitidas para a instalação de uma determinada atividade empresarial pela utilização do número da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), obter informação sobre a viabilidade de abertura de uma empresa em determinado imóvel, obter relatório de numeração predial ou o relatório de alvará, com acesso a uma lista de todos os projetos aprovados no imóvel.

“O sistema possui vários serviços de mapas onde o usuário tem acesso a informações culturais, pontos e áreas de interesse turístico, bens históricos, infraestrutura disponível – como água, esgoto e pavimentação – e também às áreas de atendimento dos CRAS, UBSs e unidades de educação”, diz a gerente de Geoprocessamento da Secretaria de Gestão, Marleidy Araújo de Oliveira.

Utilização do sistema

Além do Portal GeoMaringá, o sistema de geoprocessamento é utilizado em várias aplicações que contribuem para a eficácia e rapidez no atendimento ao contribuinte. Entre elas estão a concessão de alvará online, liberação de passe do estudante, sistema da Central 156, certidão de numeração predial, vistorias fiscais, registro de imóveis, entre outros.

O sistema de geoprocessamento também dispõe de painéis situacionais geográficos e portal 3D como ferramentas para planejamento e gestão, possibilitando a tomada de decisão de forma rápida e direcionada.

Um levantamento da arborização existente nas vias do município está sendo realizado para atendimento ao Plano de Gestão de Arborização Urbana (PGAU).

Segundo a gerente de geoprocessamento, com a utilização do sistema não há a necessidade de ida a campo para coletar o ponto e verificar a espécie, bem como a altura da árvore que está sendo coletada por meio do perfilamento a laser.

Desde o início do levantamento, que começou em março deste ano, foram mapeadas e catalogadas 65,5 mil árvores.

Marleidy Oliveira assegura também que a implantação do sistema tem agilizado o processo de atendimento ao contribuinte e o trabalho dos servidores municipais. “Muitos serviços estão disponíveis para serem feitos direto pela internet, via Portal, o que diminui a demanda da Praça de Atendimento da Prefeitura e garante a confiabilidade das informações. Além disso, as informações estão disponíveis para a consulta de qualquer cidadão, resultando em mais transparência às ações públicas”, ressalta.

O sistema de atendimento pelo telefone 156, produto do geoprocessamento, é disponibilizado via aplicativo na página da Prefeitura. “Assim, as pessoas podem instalar o aplicativo nos seus celulares e contribuir com a Prefeitura, por exemplo, fazendo denúncias em tempo real e disponibilizando fotografias”, conclui a gerente.

Mais informações: 3221-1337 / 1238 (Setor de Geoprocessamento / Tecnologia da Informação)

Fonte: Prefeitura Municipal de Maringá